Alaric – End of Mirrors

a3757278799_16Rótulos não servem para definir o que ouvimos ou o que somos, mas em muitos casos eles servem para nos dar uma base. Este é o caso da banda estadunidense Alaric, pois em alguns lugares temos como rótulos: Dark Punk, Noise Rock, Post-Punk, mas ouvindo o som posso concluir que: temos a agressividade do Punk, a melancolia do Doom e o peso do Sludge em suas canções.
O som é simples, sem estruturas complexas que fariam o Dream Theater morrer de inveja, mas é muito cativante e por vezes depressivo.
Já havia ouvido a banda na época que lançaram o split com outra banda norteamericana Atriarch, mas não havia dado a atenção merecida e após ter recebido um teaser deste novo álbum “End of Mirrors”, entrei em contato com o departamento de imprensa da gravadora que ficou de enviar o play, mas por algum motivo não chegou e ainda bem que existem boas almas que disponibilizaram este artefato na internet e de lá baixei e estou aqui resenhando.
São ao todo 7 faixas e aproximadamente 40 minutos de pura desgraça sonora.
As músicas são de média duração, girando em torno de 5 a 8 minutos, exceto a faixa que dá nome ao material com pouco menos de 3 minutos.
O álbum abre com “Demon” e seus barulhinhos eletrônicos no início causam uma certa estranheza e deixa o ouvinte um pouco receoso do que está por vir, mas logo faz-se ouvir as primeiras batidas dos tambores de Jason Willer e em seguida as microfonias da guitarra de Russ e o baixo de Rick vão dando o clima sombrio a ela, preparando o terreno para os vocais melancólicos de Shane Baker.
Após ter o corpo esmagado já na faixa de abertura, não há muito espaço para respirar, pois a sensação claustrofóbica que causa este álbum é impressionante, vide faixas como: “Wreackage”, “Mirror” e “Adore”.
A faixa que menos gostei aqui foi justamente a que dá nome ao material, talvez por sua levada mais HC e ser a mais rápida, não é ruim, mas senti um pouco deslocada neste material.
Para encerrar de forma tranquila, “Angel” vem para apaziguar o espírito cansado e desgraçado após a audição deste álbum.
Mas aquela sensação de ouvir de novo e de novo permanece.

Alaric – End of Mirrors (Neurot Recordings)
1. Demon
2. Wreckage
3. Mirror
4. Adore
5. Shrinking World
6. End of Mirrors
7. Angel

depress5

Contatos:
Facebook
Bandcamp

Resenha por: Rodrigo Bueno

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s