Saturnalia Temple – To the Other

saturnalia temple - coverCom os melhores tipos de abordagem que uma banda pode ter, Saturnalia Temple adiquiriu muito bem influências (ocultismo e magia negra) para com suas letras. Algo bem evidente como inspiração vindoura das bandas de black metal que viriam a fazer muito sucesso no início dos anos noventa. Ainda mais após a repercussão dos atos “terroristas” aplicados perante as igrejas daquela região por algumas personalidades. Mas essa inspiração não é a toa já que a banda vem dali de perto, da Suécia. Um dos países onde boa parte das melhores bandas de metal vêm para massacrar os ouvidos dos metaleiros.

“To the Other” é o segundo full-lenght da banda sueca. A banda que surgiu no ano de 2006 na cidade de Estocolmo, desde então nunca mais parou de progredir com sua característica principal, o Doom Fucking Sludge Metal! Ainda não tive a oportunidade de conferir os trabalhos anteriores, mas posso dar certeza que, a partir deste trabalho, a banda tem muitas características positivas e importantes que merecem ser citadas aqui. A começar pela sonoridade muito sombria que remete aos anos oitenta com o início do black metal, a sua evolução obscura e medonha (no bom sentido) na região da Noruega e companhia. Um som que ocmbina de maneira precisa com o clima frio e morto. As guitarras soam morticidade. Uma mixagem que nos passa melancolia; distorção mais que perfeita da guitarra. Lentidão e ao mesmo tempo uma cadência animadora, a ponto de dar tempo de curtir o momento e também a complexidade do trabalho do grupo sueco. Vocal grotesco junto com o âmbito escuro que as músicas nos lembram. A mixagem das músicas lembram uma época em que o black metal ainda tentava se desgrudar do doom metal e vice-versa, para mais a frente, cada um seguir seu destino independente um do outro.

O álbum contém nove canções (mas infelizmente consegui o material contendo oito canções. Então ficarei devendo a descrição do álbum com todas as canções presentes), sendo uma delas, provavelmente, faixa bônus. E duas das canções sendo intrumentais (a primeira faixa “Intro”, e a oitava faixa, “Void”). A quarta faixa “Snow of Reason” é uma das mais longas entre as demais, contendo quase oito minutos de duração. Simplificando, as canções não são tão cansativas; são diretas. O som é apresentado de maneira eficaz evitando a monotonia. Percebe-se também a distorção potente do contrabaixo, que dá às faixas um ar de poder eminente. Para terminar a linha de raciocínio perante ao belo trabalho do grupo sueco, gostaria de lembrar também que as canções se encaixam perfeitamente à uma longa madrugada em branco. A viagem transmitida pelas músicas são megalomaníacas ao ápice! Vale a pena, como sempre, dar uma conferida nesse excelente trabalho!

Saturnalia Temple – To the Other (The Ajna Offensive/Listenable)
1. Intro
2. ZazelSorath
3. To the Other
4. Snow of Reason
5. March of Gha’agsheblah
6. Black Sea of Power
7. CrownedWithSeven
8. Void

depress4

Contatos:
Facebook
Website

Resenha por: Leonardo Reis

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s