Aphonic Threnody & Frowning – Of Graves, Of Worms, and Epitaphs

at_frowEste split foi lançado nos meados desse ano e devido a tanta correria não consegui parar para resenhá-lo. Mas eis que este dia chegou e cá estou.

Abrindo este split, temos este projeto internacional chamado Aphonic Threnody, que reúne músicos de vários lugares e neste material temos a presença ilustre de Jarno Salomaa (Shape of Despair) na faixa de abertura “Scorched Earth“. O riff de abertura é muito bom e logo na segunda passagem podemos ouvir as linhas de cello nos envolvendo numa onda de melancolia. Seguimos nesta lentidão até próximo da metade da música, onde temos uma pequena mudança de andamento. Aqui encontramos uma passagem acústica e até meio rústica, pois junto se mistura uns chiados de algo queimando.

Seguindo adiante temos a sombria “The Last Stand Against the Gloom“. Nesta faixa encontramos aquele típico toque Funeral Doom, com riffs lentos, bateria em “slow motion”, mas muito bem trabalhada e vocais cavernosos. É uma faixa extensa, como deve ser, e em sua metade temos uma passagem acústica, com violão e podemos ouvir uma linha de cello muito bem executada. As linhas de teclado ficaram por conta do também guitarrista e idealizador Riccardo Veronese, visto que no debut o responsável pelo teclado foi o Kostas (Landskap/Pantheist).

Começando a segunda parte deste split, temos “Funeral March” que é a primeira música da one-man band Frowning. Dando uma espiada em uma das lâminas deste digipak, consta que estas duas faixas foram gravas em 2011, mas vamos para a parte musica que é o que interessa.

Temos em sua abertura uma linha de baixo nos introduzindo a música e logo começam alguns “voices” de teclado, nos mesmos moldes do grandioso Songe D’Enfer fazia em seus tempos de vida. Logo temos a entrada de outros instrumentos, guitarra, bateria e os vocais desesperados de Val.

Algumas passagens dessa faixa me trouxe na lembrança o álbum The Fourth Dimension do Hypocrisy, talvez pela variação na linha dos vocais.

Para encerrar temos a excelente “In Solitude“, com seu início tocado no piano e logo sendo encorpado pelos outros instrumentos, mas quando entra a linha melódica da guitarra é que o bicho pega. Podemos dizer que essa faixa é uma montanha-russa de emoções. Na metade dela, ela ganha um pouco mais de velocidade para tão logo ter uma passagem pseudo-acústica e novamente descer até o fundo do poço.

Acredito eu que a versão digipak já tenha se esgotado, mas em tempos de internet , o moribundo ouvinte ainda poderá adquirir a versão digital.

 

Aphonic Threnody & Frowning – Of Graves, Of Worms, and Epitaphs (GS Productions)

1. Scorched Earth

2. The Last Stand Against the Gloom

3. Funeral March

4. In Solitude

 

depress5

Contatos:
Aphonic Threnody

Frowning

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s