Revelations Of Rain (Otkroveniya Dozhdya) – Deceptive Virtue

sp079-13Alguns países vem se demonstrando como verdadeiros nichos do Metal de qualidade. Países que se você recebe algum material ou indicação, já sabe que será algo realmente proveitoso. Estes países são: Canadá, Grécia, Suécia, Brasil, Polônia e a Grande Rússia! Sim, a banda em questão é russa. Para quem achar dificuldade em identificar o grupo em sua pesquisa, o nome do em inglês é, Revelations of Rain e é sobre seu ultimo trabalho, Deceptive Virtue, lançado em 2013 que eu vou falar.

Antes de tudo, vamos falar um pouco da carreira da banda para o nosso leal leitor. A banda já carrega 13 anos de carreira nas costas e 4 álbuns de estúdio , todos lançados pelo selo da Solitude Prod. Impressionei-me com a qualidade do, Doom Death Metal executado. Pois confesso que não conhecia o grupo até então. Logo a surpresa passou, afinal, em breve pesquisa constatei que todos os membros já eram músicos experientes, já passaram por muitas outras bandas, então o som do, Revelations of Rain, seria de uma qualidade tremenda e isso acabou se confirmando.

A primeira característica que me agradou no som destes russos, foi à atmosfera. Ela não é forçada, é natural, o trabalho dos teclados é quase imperceptível, mas fazem uma diferença tremenda quando entram em ação, podemos perceber melhor isso na quarta canção do álbum, “Obmanchivaja Dobrodetel”, sendo esta instrumental, destaca-se como uma das melhores do álbum. Certamente o que mais me chamou a atenção no som do grupo, foi às passagens mais rápidas, um tanto raras para quem ousa utilizar elas no Doom Metal, já que a proposta do gênero é totalmente contrária. Podemos notar essas passagens mais velozes nas canções, “Mezhdu Bezzhiznennymi Beregami” e “V Bezumii Velichie Tvojo”, esta ultima possuindo uma sessão de riffs incríveis e até um insano blast beat. Se prestarmos mais atenção identificamos que o grupo tem um quê de progressividade, com mudanças de tempo bem variadas, bateria em contratempo e um riff ou outro que foge a proposta Doom, mas que encaixam perfeitamente no som destes Eslavos, a faixa, “Pepel Nad Nami” é um representa bem está referencia, uma canção esplêndida.

Certamente um álbum para se ter na sua coleção depressiva, faça o possível para adquirir o trabalho destes russos, muita qualidade!

 

Revelations Of Rain (Otkroveniya Dozhdya) – Deceptive Virtue (Solitude-Prod)

1. Chernye Teni

2. Dekabr – Chast 2

3. Mezhdu Bezzhiznennymi Beregami

4. Obmanchivaja Dobrodetel’ (instrumental)

5. V Bezumii Velichie Tvojo

6. Pepel Nad Nami

7. Jestetika Opustoshenija

 

depress4

 

Contatos:
Solitude-Prod

Bandcamp

Resenha por: Guilherme Rocha

Shattered Hope – Waters of Lethe

sp084-14Shattered Hope é de origem grega, sendo fundada em 2002, portanto tendo nas costas um pouco mais de 12 anos de experiência no cenário do metal internacional. No dia 24 de fevereiro deste ano, estes gregos lançaram seu segundo álbum de estúdio, intitulado, “Waters of Lethe”. Como muitas bandas em seu inicio de carreira, tiveram muitas dificuldades no line-up até conseguirem um grupo de músicos coesos para lançarem a primeiro demo, A View of Grief, datada de 2005. O trabalho foi seguindo, lançando outra demo em 2007, com o titulo de, Promo 2007, e posteriormente lançando o muito bem aceito debut álbum, Abscence, lançado em 2010.

Pois bem, apenas dois anos depois estes atenienses nos presenteiam novamente com um novo lançamento, Waters of Lethe. Com 20 minutos de duração a mais e uma música a menos que o álbum anterior, Waters of Lethe é um álbum ainda mais fiel ao Funeral Doom Metal. As canções são extremamente arrastadas e o clima depressivo nunca é deixado de lado, mesmo quando decidem acelerar o compasso com o pedal duplo certeiro de George, o clima um pouco mais acelerado que sentimos é de uma lástima raivosa, uma evasão ao sentimentos lamurientos que estão sendo descarregados nos riffs de Sakis e Thanos. É importante ressaltar também a participação do baixo e teclado, Thanasis e Eugenia, respectivamente, ainda que seja uma participação mais discreta de seus instrumentos, a participação deles é essencial para o clima das canções, contribuindo com muito peso e deixando tudo mais denso.

Neste excelente trabalho do Shattered Hope, todas as canções passam dos 10 minutos e todas as canções são indispensáveis, cada uma com sua própria identidade, sua própria vida, afinal creio que não existe um gênero musical tão verdadeiro quanto o Doom Metal em geral, são de sentimentos amargurados que estamos falando e ouvindo, e isso é muito difícil de criar, apenas quem sente é capaz de tais composições.

Para concluir esta resenha gostaria de ressaltar uma canção em especial, “For The Night Has Fallen” merece um destaque, chamando atenção desde os primeiros acordes até o derradeiro fim, com um solo de muito feeling executado por Sakis, canção incrível.

 

Shattered Hope – Waters of Lethe (Solitude-Prod)

1. Convulsion

2. For the Night Has Fallen

3. My Cure is Your Disease

4. Obsessive Dilemma

5. Aletheia

6. Here’s to Death

 

depress4

Contatos:

Facebook

Website

Solitude Prod

 

Resenha por: Guilherme Rocha

Aphonic Threnody / Ennui – Immortal in Death (split)

Split CoverAlgumas bandas demoram para lançar seu primeiro material e por muitas vezes acabam por aí. Já o caso do Aphonic Threnody é o oposto disso. Ano passado eles lançaram o seu debut EP First Funeral e esse ano mal começou e já lançaram dois splits. Esse primeiro é com a banda Ennui, oriunda da Georgia e o outro split que será resenhado mais pra frente, conta com a banda alemã Frowning.
Para quem perdeu a resenha/entrevista que fiz sobre esse projeto, trata-se de um super grupo de Funeral Doom, onde conta com membros do Pantheist, Urna, Gallow God, Leecher, Landskap…
Nessa música apresentada por eles, nos traz a banda mais evoluída musicalmente, e as ideias rolam soltas em seus 22 minutos aproximadamente.
Os vocais de Roberto Mura estão monstruosos nessa canção, lembrando em muitas vezes os vocais de Aaron do My Dying Bride em sua fase antiga. Na verdade a sonoridade dessa faixa lembra muito as bandas de Doom/Death do início da década de 90.
Estar envolto por uma atmosfera angustiante é o que podemos resumir da música “Ruins” apresentada pelo Aphonic Threnody.
A segunda e última música da bolacha é feito pela banda Ennui, que nos brinda com mais uma excelente faixa no seu estilo Funeral Doom de ser.
Esse duo vem atraindo muita atenção por seus trabalhos e aqui não passaria desapercebido.
“Hopeless” abre com um diálogo e ao fundo dele um teclado dando o clima, até a entrada de um fraseado de guitarra, onde traz consigo toda uma aura depreciativa que se estende por pouco mais de 20 minutos.
Um ótimo split para quem quiser conhecer as bandas e para quem já os conhece, já sabe que é depressão na certa.

 

Aphonic Threnody / Ennui – Immortal in Death (split) – (GS Production)
1. Ruins
2. Hopeless

 

depress5

 

Contatos:
Aphonic Threnody
Ennui

 

Erasy – Stoner Doom made in Brazil

artworks-000074558540-3pvc4g-t500x500

Erasy: ouça música de seu primeiro single – A Bahia é conhecida nacionalmente e internacionalmente pela sua cena metálica extrema, mas se engana quem pensa que lá só tem bandas de Death e Black Metal.

Oriunda de Feira de Santana (segunda cidade do estado em população e tamanho) eis que surge uma banda que tem sua sonoridade focada no mais puro Stoner Doom Metal: Erasy.

A banda está preparando o lançamento de um single com duas músicas que estará disponível tanto para download como fisicamente no formato cd. Antes que isto aconteça o Erasy disponibilizou para audição a música “Living Hell”, basta clicar no link abaixo e conferir todo o seu poderio sonoro:

https://soundcloud.com/erasybr/living-hell

 

Fonte: CTRL Music Press