Doom of The Week: Indesinence

ind01Se tem uma gravadora que anda se superando a cada lançamento do seu cast, essa é a Profound Lore. Lar de bandas como Disma, Agalloch, A Storm of Light, Altar of Plagues, The Atlas Moth, Evoken, Loss, entre muitas outras cacetadas do Doom e outros estilos.

 

E mais uma vez essa gravadora super antenada do mundo da vibe torta joga outra maravilha de banda para os fãs: Indesinence. Essa banda é formada na cidade onde o hype-coxinha toma de conta em cada esquina, Londres, na Inglaterra, tendo como conterrâneos o Warning (ou 40 Watt Sun, se preferir), o Esoteric, além dos clássicos Anathema, Paradise Lost e My Dying Bride.

 

Tive contato com esta banda através do broder Richardson, na comuna da Sinewave, e desde então o papai aqui tá in love com essa banda! Um vício que só é comparado com a sensação que tive ao escutar pela primeira vez o Pallbearer.

 

O Indesinence na verdade surgiu em 2001. Durante esse tempo lançou uma demo em 2003, um full-lenght e EP ambos em 2006. 6 anos depois a banda viria a lançar mais um material novo, o Vessels of Light and Decay, que só não figurou nos lançamentos top de 2012 porque vim a escutar e descobrir essa banda só a umas semanas atrás. Hahahahahaha.

 

ind02

O som do Indesinence não é focado apenas nos andamentos clichês e não se renega a apenas fazer o arroz com feijão do Doom Metal. Na verdade, o som dos caras é bem variado, hora carregando uma vibe de bateria bem arrastada, quase Funeral, outra puxando para um death metal no estilo do Incantation e de quebra com riffs bombados de guitarra que vai fazer a alegria de qualquer fã de Sludge. A atmosfera super intensa das músicas e o vocal de Ilia Rodriguez por hora me fazia lembrar do bom e velho Novembers Doom, quando a banda ainda fazia uns lançamentos de responsa.

 

ind03

A abertura do álbum com a intro “Flux” dá aquela sensação de que você está em algum cenário cabuloso de um filme do Dário Argento e que algo de ruim vai acontecer mais na frente. E daí em diante é só bad vibe de qualidade!!

 

O álbum é sensacional do começo até os últimos suspiros sonoros de Unveiled, mas se há uma forma de destacar o full-lenght como um todo, então a forma seria as duas melhores músicas do álbum: “Vanished Is The Haze” e “Fade (Further Beyond)”. A primeira simplesmente começa com um riff de Doom da melhor qualidade, com a guitarra abafando junto com o rítmo arrastado da bateria. Uma maravilha! A segunda é um riff de se apaixonar com os riffs dissonantes e toda a mudança de andamento na música.

Ao final de todo os 60 minutos do álbum, Vessels… é um álbum digno de honrar o estilo da melhor forma. Se este rapaz que vos escreve não estivesse desempregado, já estaria encomendando meu CD agora mesmo para ter minha cópia na minha estante e fazer a pose das laranjas invisíveis do metal toda vez que escuto esse álbum. Não sabe que pose é essa? Só ver a imagem abaixo e vai entender o que eu disse.

 

ind04O EP antecessor do Indesinence é o chamado Neptunian. Fuçei bastante a internet até achar o material na net, porém sem sucesso. Mas dá para escutar o álbum inteiro que está disponível no Youtoba, caso tenham interesse. O EP possui uma produção mais pedra mas ainda assim tem uma qualidade altíssima em termos de Doom Metal. Rola até um cover do Cocteau Twins (!!) que ficou do caralho, tamanho a qualidade da roupagem mais Doom que os caras deram a uma música de Dream Pop! Hahahahaha! Dá uma sacada como era a parada original pra versão dos caras:

 

E a original:

 

Os outros materiais ainda não consegui encontrar. Fica ai o apelo a alguma alma caridosa que me ache o primeiro álbum dos caras porque aqui na net não achei de jeito nenhum, mas, independente disso, o Indesinence é a dica para começar essa semana com o pé direito no abismo da vibe torta.

Au revoir!

 

Matéria escrita por Allan Daniel, baixista da banda Lacryma Sanguine.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s