Forgotten Tomb – …And Don’t Deliver Us from Evil

1351199423-forgotten_tomb_dont_deliverForgotten Tomb é uma banda italiana que dispensa comentários. Os primórdios na banda eram baseados numa sonoridade DSBM com grandes doses de doom metal, e a banda foi se moldando até chegar no som que pratica hoje, um depressive rock com grandes doses de desespero e agonia. E após o ótimo Under Saturn Retrograde, o grupo lança o ótimo “…and Don’t Deliver Us from Evil”, em 2012, pela Agonia Records. Antes mesmo de escutarmos o registro, já somos arrebatados pelo ótimo trabalho gráfico despreendido no álbum, feito pelo artista e músico Tumulash, da banda de black metal italiana Tumulus Anmatus. “Deprived” é a primeira músca e nos mostra a faceta nova do Forgotten Tomb, um rock enérgico com riffs poderosos e embebidos em desespero. A música ainda tem espaço para um lindo interlúdio mezzo-acústico de muito bom gosto, já nos mostrando a qualidade que serão apresentadas nas sete faixas do álbum. a faixa que dá nome ao álbum, “..And Don’t Deliver Us from Evil“, é a próxima e de cara nos joga num clima perturbador criado por desenhos exóticos nas cordas e bateria avassaladora. A música é se apresenta como uma tentativa de volta as origens da banda de forma grandiosa, apresentando a pegada que a banda mostrava outrora. “Cold Summer” nos mantém no abismo escuro e úmido que o Forgotten Tomb cria e novamente nos apresenta riffs bonitos e de criatividade palpável, a música também apresenta passagens bem lentas, outra característica do Forgotten Tomb de outrora que não é mais presente no som atual da banda.
Let’s Torture Each Other” traz uma pegada mais rock n roll, porém sempre com a pitada que pontua o som dos italianos, faixa interessante e pra mim, uma ótima junção das facetas da banda.”Love Me Like You’d Love The Death” traz momentos de lentidão exacerbada e carrega uma aura emotiva e depressiva notável. Destaque na música para o solo na parte final da música, carregado de feeling e demonstrando técnica, fazendo da canção um dos grandes momento do álbum. “Adrift” mantém a qualidade apresentada nas músicas anteriores, com destaque para os bem colocados vocais limpos de Ferdinando Marchisio. O italiano mostra que além de competente nas seis cordas, possui maleabilidade para variar de um vocal rasgado e cheio de desespero para uma voz lúcida.”Nullifying Tomorrow” é a última música do álbum e nos mostra bons leads de guitarra no começo, vocais poderosos e ao final, seções mezzo-acústicas carregadas de feeling. Mais uma vez, tendo grande trunfo nas guitarras solos e leads, criando uma atmosfera ímpar e terminando assim um álbum que reinventa o som do Forgotten Tomb e eleva o nome do grupo após o ótimo álbum anterior. Nota máxima e item indispensável.

 

Forgotten Tomb – …And Don’t Deliver Us from Evil (Agonia Records)

1. Deprived

2. …And Don’t Deliver Us from Evil

3. Cold Summer

4. Let’s Torture Each Other

5. Love Me Like You’d Love the Death

6. Adrift

7. Nullifying Tomorrow

 

depress5

 

Contatos:

https://www.facebook.com/Official.Forgotten.Tomb

http://www.reverbnation.com/forgottentomb

https://www.agoniarecords.com/index.php?pos=shop&lang=en&section=article&action=article&id=ARcd105

Resenha por Luiz Mallet. guitarrista das bandas Boreal Doom e Vociferatus
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s