Argus – Argus

E o Solitude Aeturnus anda dando cria por aí. Essa banda estadunidense bebe na mesma fonte e fizeram um álbum tão empolgante quanto os de seus conterrâneos. Tá certo que a originalidade não é o forte, mas também não se trata de cópia.
O álbum abre com Devils, Devils, com uma pegada bem heavy tradicional, e a medida que vai passando de faixa o álbum vai caindo pro lado doom da coisa. From Darkness Light, Eternity (Beyond, Part I)None Shall Know the Hour são os fortes destaques, além da Solitudiana The Damnation of John Faustus, onde os vocais de Butch Balich assemelham-se com os de Robert Lowe. Para quem não conhece a linha dos vocais de Butch fica a dica, e para quem já conhece desde sua antiga banda Penance já sabe o que esperar.

Argus – Argus (Shadow Kingdom Records)
1. Devils, Devils
2. Bending Time
3. From Darkness Light
4. Eternity (Beyond, Part I)
5. None Shall Know the Hour
6. The Damnation of John Faustus
7. The Effigy Is Real
8. The Outsider

Contatos:
http://www.myspace.com/theargus
argus.rock@gmail.com
http://shadowkingdomrecords.com/store.php

Anúncios

Serviço de Utilidade Pública

DOOM NIGHT

26 de Março

Apresenta:

Lachrimatory – Lançamento do CD (Transient)
www.lachrimatory.com
www.myspace.com/lachrimatory

Pain Of Soul
www.myspace.com/painofsoul (Blumenau-SC)

Agony Voices
www.myspace.com/agonyvoices666 (Blumenau-SC)

Data: 26 de Março
Local: Auditório Do Largo – R: Trajano Reis, 41 – Curitiba/PR
Horário: Á partir das 23:00Hs
Ingressos (no local): Fem R$5,00 (até meia noite) Masc R$10,00

Patrocínio:
Hangar Bar
www.hangarcuritiba.com.br

Before the Dawn – Decade Of Darkness

Eu não ia resenhar esse ep, mas como meu parceiro da Cyclone Empire me disponibilizou, achei um “puta falta de sacanagem” acabar não fazendo.
Então o que temos aqui é um melodic death/gothic metal (segundo o encyclopedia metallium) e esse rótulo cabe perfeitamente aqui, para que fique mais claro ainda seria uma mistura de Negative com Dark Tranquillity. Já na faixa de abertura Decade Of Darkness fica claro essa evidência, outro ponto interessante desse disco, são as guitarras muito bem feitas, alternando riffs/fraseados, além dos duetos vocalísticos de Tuomas Saukkonen e Lars Eikind (sim, o mesmo que gravou o primeiro disco da banda Khold). Item recomendado para ouvir logo pela manhã, pois algumas faixas são empolgantes e você vai logo pra rua, no pique.

Before the Dawn – Decade Of Darkness (Cyclone Empire)
01. Decade Of Darkness
02. End Of Days
03. Insomnia
04. Painless
05. Painless (Live)
06. Deadsong (Live)
07. Deadsong (Symphony version)

Contatos:
http://www.beforethedawn.com
http://www.cyclone-empire.com/

40 Watt Sun – The Inside Room

Miséria. É o que você sente ao escutar esse debut do 40 Watt Sun. São cinco temas do mais puro e depressivo doom metal. Guitarras ultra distorcidas, baixo marcante, a bateria apesar do andamento lento é muito bem trabalhada, e o que falar dos vocais? Imagina o Michael Stipe do R.E.M. naquela faixa deprê de Everybody Hurts, aquele sentimento mais esmagador de alma, é o vocal de Patrick Walker. Não posso negar que as vezes dá uma desafinada, mas não conseguiria imaginar uma outra forma, já que ele se entrega para a música. Para quem ainda não se ligou, essa banda é formada pelo mentor e já citado Pat Walker do Warning (UK) além de Christian Leitch do The River, e o baixista e produtor William Spong. Posso afirmar, que este álbum será votado como um dos melhores de 2011. Altamente recomendado, e o álbum fica melhor ainda se acompanhado de uma taça de vinho e as luzes apagadas.

40 Watt Sun – The Inside Room (Cyclone Empire)
01. Restless
02. Open My Eyes
03. Between Times
04. Carry Me Home
05. This Alone

Contato:
http://www.facebook.com/40wattsun
http://www.cyclone-empire.com/

Of the Archaengel – The Extraphysicallia

Mais uma excelente surpresa vindo da terra brasilis. Surgido das entranhas da banda Lethal Curse e mergulhando de cabeça neste novo projeto, extremo e melodioso. Para situar o leitor desse blog, The Extraphysicallia vai do gótico (vide a faixa Black Raven) ao Dark Metal (a la Rotting Christ, na faixa Water Flows through the Slimy Walls, talvez pelo fato da participação do próprio Sakis). Em Ascending Coils to Lead, temos uma faixa com algumas vocalizações enigmáticas, violões e uma bateria quase tribal, até cair no trabalho de guitarra, com riffs muito bem construídos e fraseados que vão lhe conduzindo numa viagem transcendental. O som do Of the Archaengel é feito com muita personalidade e bom gosto que fica até um pouco maçante eu ficar descrevendo aqui, então, entra em contato com a banda e adquira logo esse cd. Item de colecionador!

Of the Archaengel – The Extraphysicallia (Sleaszy Rider Records)
01. Black Raven
02. Water Flows Through The Slimy Walls
03. Ascending Coils To Lead
04. Platino
05. Sun Shaped Archaengel
06. With The Dragon’s Hand
07. The Silence Of The Dead Things
08. Consent To The Devilish Fantasies
09. Leaving The Membriant Well

Contato:
http://www.ofthearchaengel.com/
http://www.sleaszyrider.com/html/store.htm

De Profvndis Clamati – In Between Passionate Minnuendos

Aos primeiros acordes de Undying Orchestral Suite, uma densa atmosfera vai se formando e apesar de ser uma faixa instrumental não podemos tratá-la como introdução, e sim uma preparação para Love May Sink by Slow Decay (Requiem & Dirge). Esta faixa mostra o porque veio a banda De Profvndis Clamati, nos trazendo um puta Funeral Doom de respeito, andamento pra lá de arrastado, um fraseado de guitarra que vai te transportando e em meio a uma bateria quase tribalística. Eis que de repente, temos uma mudança de andamento, coros e tudo mais, nos dando a impressão que estamos numa guerra entre o céu e o inferno. A única coisa que tenho a lamentar, é que esse EP digital, tem apenas essas duas faixas, nos dando um gosto de quero mais.

De Profvndis Clamati – In Between Passionate Minnuedos (FunerART Recs)
1. Undying Orchestral Suite
2. Love May Sink by Slow Decay (Requiem & Dirge)

Contatos:
www.myspace.com/deprofvndisclamati

Wall of Sleep – When Mountains Roar

Confesso que muito ouvi falar dessa banda, mas por alguma razão não fui atrás. Dando uma escutada básica nele, e dei graças ao meu parceiro da PsycheDOOMelic que me liberou o áudio desse maravilhoso álbum. Tá certo que em poucas vezes lembra o stoner de outrora e seguindo uma linha mais heavy tradicional, mas nem isso tira o brilho deste play. Os refrões grudentos de faixas como Hungry Spirits que abre esse petardo ou da quase hard rock Bitter Smile são de ficar cantando um dia todo. Confesso que Hell Sells me lembrou um pouco de Alice Cooper, talvez por ser uma faixa mais direta apesar do andamento lento, e Army of the Dead que encerra o disco de forma magistral. Vale ressaltar que este álbum do Wall of Sleep, trouxe a estréia de seu novo vocalista Cselényi Csaba. Então, tá esperando o que?

Wall of Sleep – When Mountains Roar (PsycheDOOMelic Records)
1. Hungry Spirits
2. Receive the Pain
3. Into the Light
4. Raven Avenue
5. Hell Sells
6. Bitter Smile
7. Trapped in Sorrow
8. Army of The Dead

Contatos:
http://www.myspace.com/wallofsleepdoommusic
http://shop.psycheDOOMelic.com